Wanna play?


Latest Post
6/19/2011

CRÍTICA - Paul(2011)


CRÍTICA - Paul(2011)


Confesso que comédias sobre ET´S não me chamam muito a atenção, mas este filme quebra essas barreiras e apela por uma sequela.

Realizado por Greg Mottola, e escrito por Simon Pegg e Nick Frost, Paul conta-nos a história de dois grandes amigos ingleses: Graeme Willy (Simon Pegg) e Clive Gollings (Nick Frost) que vão para os EUA, com o objectivo de visitar a Comic Con. Após a visita estar completa, decidem cumprir um sonho de criança, procurar as localizações mais famosas de OVNI´s.
Quando chegam a uma dessas localizações, testemunham um acidente de carro, e como bons samaritanos que são, decidem ir ajudar.
Fora do carro, encontra-se Paul
(Seth Rogers) que após alguns anos, na área 51, decide fugir e começar uma vida nova.
Depois do choque inicial por parte dos dois amigos, estes decidem ajudar Paul a ir para o seu planeta natal.

Em termos de roteiro, o filme não é nada do outr
o mundo, mas consegue entreter o espectador durante 1h 35 min. Tem uns clichés aqui e ali, mas nada que estrague o filme.


Simon Pegg e Clive Gollings conseguem fazer jus ao seu papel como fãs de ficção cientifica. Conseguem de certa forma, eliminar o esteriótipo que envolve estes adeptos de cultura cientifica e são realmente divertidos. O seu sotaque britânico arranca umas belas gargalhadas.

Mas a grande surpresa do filme é realmente o Paul. Esqueçam tudo o que sabem sobre extraterrestres e vejam este filme.
Este é um tipo de ET completamente diferente.. diz palavrões, fuma bastante e é um grande amigo.
Claro tem os habituais poderes: Telepatia, Cura, Invisiblidade mas tudo isto deve-se ao facto de Seth Roggens ser o actor que interpreta Paul. O papel é mais que adequado e lembra-nos outros filmes deste grande actor.



Não esperem um filme com grandes efeitos especia
is, mas muito divertido.
Com alguns problemas de CGI, e clichés já muito usados, Paul é um filme para toda a família, divertido mas se tivesse sido realizado por Edgar Wright seria genial.

A minha nota final é 7,5/10.

6/17/2011

Viver VS Sentir


Viver VS Sentir


"A maioria pensa com a sensibilidade, eu sinto com o pensamento. Para o homem vulgar, sentir é viver e pensar é saber viver. Para mim, pensar é viver e sentir não é mais que o alimento de pensar"

Fernando Pessoa

+

Blogger templates

O.o

Com tecnologia do Blogger.

Blogroll

About